Facebook
Facebook
Google+
Google+
https://brasilianguidelondon.com/gallery-view/torre-de-londres">
Instagram
SOCIALICON
SOCIALICON

The Invisible Enemy Should Not Exist (O Invisível Inimigo Não Deve Existir)

Obra de Arte revelelada em Trafalgar Square

A recriação de uma das esculturas destruídas em 2015 pelo grupo do Estado Islâmico, Isis, é a obra mais recente a ser revelada no Quarto Pedestal de Trafalgar Square.

The Invisible Enemy Should Not Exist (O Invisível Inimigo Não Deve Existir), pelo artista nova-iorquino Michael Rakowitz, representa Lamassu.

O Lamassu é feito de 10.500 latas de xarope de tâmara iraquiana representando uma indústria outrora renomada, agora dizimada pela guerra. A inscrição ao lado é em Cuneiform, um dos primeiros sistemas de escrita, “Senaqueribe, rei do mundo, rei da Assíria, mandou construir um novo muro interno e externo em Niniveh, erguendo-o tão alto quanto montanhas.”

O Lamassu original estava na entrada do Nergal Gate de Niniveh desde o ano 700 AC até ser destruído pelos militantes. Esta criatura mitológica na forma de um touro com asas de ave de ravina e com um rosto humano eram considerados criaturas protetoras. Eles eram colocados nos portões de entrada das cidades como guardiões e tinham a intenção de impedir que males de todos os tipos entrassem na área que cercava os templos e o palácio real.

A cabeça é o único elemento humano. No entanto, as orelhas são de um touro. Tem o rosto barbado. Sobrancelhas grossas se encontram acima do nariz formando um unibrow. Na cabeça tem um cocar, flanqueado por um par de chifres que se unem no meio da testa. Um sinal do poder divino.

Lamassu no Museu Britanico, galeria da Assyria:

Trafalgar Square e os quatro pedestais foram projetado por Sir Charles Barry em 1841 e o plano era colocar uma escultura equestre do rei Guilherme IV (1765-1837) em linha com a do rei Jorge IV que fica do lado oposto da praça (os militares britânicos Sir Charles Napier e Henry Havelock ocupam os outros).

No entanto faltou dinheiro e o quarto pedestal ficou vazio por mais de 150 anos.

Em 1998 a Sociedade Real para o Incentivo das Artes, Manufaturas e Comércio (RSA) encomendou três esculturas contemporâneas como uma solução paliativa. Um inquérito público sobre a melhor utilização possível do pedestal concluiu que o público preferiria um programa rotatório de obras contemporâneas em vez de uma escultura fixa.

Este é o 12º trabalho a aparecer no Quarto Plinto desde o início do programa, e estará lá até março de 2020. Outros trabalhos que tivemos:

Alison Lapper Pregnant, 2005

Hahn/Cock, 2013

 

Nelson’s Ship in a Bottle, 2010